Uma nova atitude

Economia

Investimentos e desenvolvimento sustentável

Para tornar mais ágil a liberação de investimentos na economia, o Governo encaminhou à Assembleia Legislativa de Minas Gerais o projeto de lei que descentraliza a liberação de licenciamentos ambientais no Estado.

Atualmente, apenas sete municípios mineiros processam licenciamentos: Belo Horizonte, Betim, Contagem, Juiz de Fora, Uberaba, Ibirité e Brumadinho.

O Governo também mantém esforços contínuos na atração de investimentos para Minas Gerais que possibilitem uma diversificação da economia e que aumente o nível de industrialização do Estado.

Entre as ações está o Programa Minas Competitiva, parceria entre Governo, Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg) e Sebrae Minas.

O objetivo é estimular a diversificação da produção mineira por meio do aumento da competitividade de cadeias produtivas estratégicas para o desenvolvimento de Minas Gerais.

O montante que será investido totaliza US$ 71,5 milhões, sendo US$ 1,5 milhão como contrapartida do Estado, US$ 10 milhões da Fiemg, US$ 10 milhões do Sebrae e o restante do BID.

Outra iniciativa é a remodelação do Polo Mineiro de Inovação e Tecnologia. O novo formato permitirá que empresas com foco em tecnologia e produtos com alto valor agregado possam se instalar e usufruir do planejamento logístico integrado com o Aeroporto Internacional Tancredo Neves.

O Governo também mantém esforços contínuos na atração de investimentos para Minas Gerais que possibilitem uma diversificação da economia e aumente o nível de industrialização do Estado.

Para aumentar a competitividade do Estado, o Governo instituiu um grupo de trabalho para estudar e simplifcar a legislação tributária estadual. O objetivo é fazer com que a legislação mais simples e desburocratizada sirva para atrair novos empreendimentos para o Estado.

O Governo de Minas Gerais também instituiu um grupo de trabalho para estudar incentivos fiscais para a Zona da Mata. A região perdeu centenas de empresas para o Rio de Janeiro nos últimos anos, graças aos incentivos oferecidos pelo estado vizinho.

Para fortalecer ainda mais a economia mineira, a Companhia de Desenvolvimento de Minas Gerais (Codemig) lançou, em maio, o Programa de Revitalização e Modernização de Distritos Industriais em parceria com a Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg) e o com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae-MG). A empresa tem, hoje, 53 distritos industriais.

O programa visa alavancar o desenvolvimento industrial em Minas Gerais, tornando o Estado cada vez mais atrativo e dotado de melhores condições de competitividade para a indústria.

Veja o balanço dos primeiros seis meses de Governo, conheça tudo o que foi ouvido e fique sabendo das melhorias para o futuro.